Prof. José Tércio B. Ferreira

Era professor do Departamento de Química da Universidade Federal de São Carlos, um dos líderes da química orgânica sintética no Brasil e o fundador do Laboratório de Síntese de Produtos Naturais (LSPN).

Tércio nasceu em Comendador Gomes, MG, em 9 de março de 1952. Graduou-se em química pela Universidade de Brasília em 1973 e logo em seguida ingressou no programa de pós-graduação do Instituto de Química da Universidade de São Paulo, sob a orientação do Prof. Timothy J. Brocksom. Recebeu seu título de mestre em 1975 e o de doutor em 1979.

Após curta passagem pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), em 1976 ele ingressou na carreira docente na Universidade Federal de São Carlos como professor adjunto, sendo promovido a professor titular em 1991. Orientou mais de 20 alunos de pós-graduação e publicou cerca de 50 artigos em periódicos científicos.

Ele foi professor visitante no laboratório do Prof. Larry Weiler, na University of British Columbia, Vancouver, Canadá em 1983, e do Prof. Joseph P. Marino, na University of Michigan, Ann Arbor, USA em 1991. Era membro da Sociedade Brasileira de Química, da American Chemical Society, da International Society of Chemical Ecology e da Academia Brasileira de Ciências.

Em 1981, juntamente com alguns colegas, organizou na UFSCar a I Escola de Verão em Química Orgânica, baseado na idéia da famosa Escola de Inverno em Química Orgânica, organizada pelo Prof. Otto R. Gottlieb, da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Com sua partida prematura, e para prestar uma justa homenagem póstuma, a partir de 1998 a Escola passou a se chamar Escola de Verão em Química Prof. Dr. José Tércio B. Ferreira.

Tércio ajudou a transformar o Encontro Brasileiro de Química Orgânica, organizado pela primeira vez pelo prof. Peter Bakuzis e colegas, na Universidade de Brasília, e foi o Secretário Geral do 3rd Brazilian Meeting on Organic Synthesis (3rd BMOS), realizado em São Carlos em 1989. Ele estava organizando o 8th BMOS quando faleceu em 26 de Julho de 1997. 

Tércio foi sempre muito admirado e respeitado na comunidade química. Um químico talentoso e criativo, tudo acontecia muito fácil para ele. Possuía uma personalidade maravilhosa e carinho por todos, especialmente pelos estudantes, e deixou saudades em todos aqueles que tiveram o privilégio de conhecê-lo.


Fonte:  Dias, L. C., J. Braz. Chem. Soc. vol.9, no.4, 1998.